Pinos dentários

Pinos dentários


Pinos dentários são estruturas colocadas dentro da raiz do dente quando ele foi tratado de canal.

Quase ninguém sabe mas, um dente parcialmente danificado, nem sempre, será uma caso de implante dentário! Em alguns casos, é possível reconstruí-lo, através de restauração dentária ou até mesmo com pinos dentários.

É claro que quem pode decidir qual a melhor forma de recuperar um dente perdido, é somente o dentista, pois ele irá avaliar e apontar a melhor solução para cada caso.

O pino dentário é o elo de ligação entre a raiz preservada do dente perdido e o novo dente. Se você sofreu um forte trauma, seja fratura ou lesão por cárie e tratamento de canal, é bem possível que a raiz do seu dente esteja saudável. E neste caso, a própria raiz é o que pode dar sustentação ao novo dente. Isso significa, que após perder o dente, mas ainda ter a raiz dele saudável, você ainda pode recuperá-lo, sem necessidade de um implante dentário. Sendo assim, o pino serve para dar sustentação a restauração direta ou indireta que este dente irá receber. Esses pinos são instalados internamente e o processo é indolor. Mas, para isso, é necessário o tratamento endodôntico (canal) anteriormente.

tratamento-de-canal

Existem tipos específicos de pinos dentários

A escolha do material a ser utilizado depende muito da quantidade de estrutura do dente, e claro, da sua importância estética. Antigamente, a maioria dos pinos utilizados eram metálicos, mas, graças a evolução tecnológica, atualmente temos pinos dentários mais modernos.

Atualmente, o pino mais comum é o de fibra de vidro, indicado para suporte de restaurações indiretas. Principalmente aquelas com alta demanda estética. Já o pino em fibra de carbono, é o mais indicado para locais com cargas mastigatórias elevadas, por ser mais resistente.

O pino dentário é uma solução para ter de volta a vontade de sorrir, falar e claro, mastigar normalmente.

Share: